Monte Verde – Parte III (trilha e comidinhas segundo dia)

O segundo dia em Monte Verde foi, certamente, o melhor de todos. Acordamos, tomamos o belo café da manhã da pousada e partimos rumo a trilha da Pedra Redonda. Nunca fiz muita trilha, o máximo que me aventurei foi pelas trilhas que levam às cachoeiras (maravilhosas!) da minha cidade natal, Araguari (MG).  Mas como estava comemorando um ‘aniversário virada de década’ achei que seria bastante simbólico fazer uma e chegar ao topo de alguma coisa. E lá fomos nós!

Para chegar até a trilha é melhor que se tenha um veículo 4×4, o que não é meu caso. Então, fomos bem devagar até a ‘caixa d’água’ e lá paramos, pois mais que isso nem o carro subia! Orientados pela dona da pousada, levamos 2 garrafinhas de água, mas acho que pode ser até mais. Dá uma baita sede e canseira! A trilha não é difícil, mas é subida, então seu corpo trabalha muito. O caminho até o topo da Pedra Redonda deve demorar uns 30 minutos e o visual é lindo:

 Ficamos lá um tempão vendo a paisagem, curtindo a brisa, o céu lindo. Foi ótimo! Quando descemos resolvemos almoçar no Paulo Das Trutas, que é o restaurante mais recomendado para comer trutas lá em Monte Verde. Em uma das unidades tem o trutário, mas nós fomos no mais perto da cidade e foi perfeito! A cerveja Original estava super geladinha e as trutas eram realmente incríveis! Pedimos uma Truta com amêndoas (acompanha arroz e uma batata deliciosa) e outra à Monte Verde ou coisa assim (não consigo lembrar o nome). Tudo uma delícia, mas a com amêndoas é campeã:

No outro dia, antes de virmos embora, não resistimos e voltamos lá para comer novamente as trutas (as duas trutas e duas cervejas saíram por volta de 80 reais ou perto disso) . Outra vez pedimos a de amêndoas e desta vez uma no papelote, que é a especialidade da casa:

Olha, só de lembrar das trutas fico com água na boca! Em quase todos os restaurantes de lá você pode experimentar a truta, mas eu estava convencida (pelo que li sobre lá antes de ir) de que a melhor era a do Paulo da Trutas. Se tiver uma melhor me avisem, porque algo melhor que isso deve ser de comer ajoelhado!

Anúncios
Esse post foi publicado em Minas Gerais, Monte Verde e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Monte Verde – Parte III (trilha e comidinhas segundo dia)

  1. Ana Fattore disse:

    Paty, realmente, é de comer ajoelhado….essa expressão diz tudo! Eu e o Fábio pedimos a do Papelote e a Monte Verde. Olhamos bem prato pra ver se conseguimos repetir a receita em casa. São raras as vezes em que sinto esse tipo de prazer comendo alguma coisa!

    • Patricia disse:

      Que bom que gostaram, Ana! Já vi que vc também é da turma que vai querer voltar a Monte Verde! Depois quero saber mais. beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s