Preparativos para o Natal: árvore de long neck (tutorial)

Olhem que sorte: tenho uma cunhada (obrigada por ter aceitado dividir conosco, A.L.!) prendada que adora fazer coisinhas diferentes! Aproveitei a dedicação dela e pedi para que compartilhasse esse tutorial dessa árvore de Natal super descolada que ela preparou para casa dela este ano. É ou não uma ótima ideia? Além de reciclar as garrafinhas, você ainda tem uma árvore diferentona e original na sua casa. O melhor de tudo? Super simples de fazer (se tiver tempo, paciência…). Vamos lá:

Material necessário :

  • 10 garrafas long neck Heineken
  • Cola Polystic para Vidro
  • Super Bonder

Como fazer?

  • Escolha ótimas companhias para beber as 10 cervejas Heinekens (nessa parte eu contribuí!)
  • Lave as garrafinhas com desinfetante para tirar todo o cheiro da cerveja e deixe secar bem
  • Monte a arvore na horizontal
  • Cole a base da garrafa da fileira de cima, no neck da garrafa abaixo
  • As que não aderirem perfeitamente, reforce com super bonder
  • Deixe secar por 24 horas
  • Antes de pegar a arvore, checar se todas as garrafas estão coladas
  • Leve na horizontal ate a mesinha onde você ira montar a árvore
  • É necessário o apoio em uma parede
  • Decore como quiser, pisca pisca super bem-vindos 😉;)

     

 Mãos à obra! Já está na hora de começar a decorar a casa… falta menos de 1 mês!

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , , , , | 1 Comentário

Lá vem o feriado!!!!

Oi pessoal, também estão animados com a proximidade do feriado? Aqui no estado de São Paulo ele será quase uma mini-férias! Serão 6 dias de pausa, olha que beleza! Fiquei pensando em contribuir com a mesa de vocês, então trouxe duas dicas para quem é ou estará em Campinas e outras duas para quem for ficar em casa em qualquer lugar do Brasil.

Para comer: super indico minha casa de massas queridinha do momento: Primi Piatti. Destaco três quesitos: qualidade/sabor das massas artesanais, atendimento atencioso da Virgínia (na unidade Cambuí) e custo/benefício.  A casa não é um restaurante, mas um Pastifício, daqueles que você vai lá, compra a massa, o molho, o queijo e prepara um almoço/jantar cheio de sabores para você, sua família ou seus amigos. Eu estou indo viajar e levando tortellini de abóbora com gorgonzola (que amo!) e raviolini de damasco para compartilhar com a família. É uma boa para quem vai ficar em casa e quer distância da cozinha. No site tem informações sobre local, telefones, etc.

Para beber: Para quem ainda não conhece, indico que aproveitem o feriado para dar um rolê no Parque do Taquaral e depois tomar um chope artesanal de excelente qualidade na Bamberg (aos sábados eles costumam servir chope durante a tarde, mas se somente a loja tiver aberta, aproveite para comprar umas garrafas e levar para casa ou alugar um barril!).   Muito bom! Outra dica para bebericar é no Empório Santa Therezinha, no Parque Dom Pedro. Além de chope bem tirado, você pode comprar uma garrafa de vinho e beber por ali, comendo alguma coisa bem boa da loja ou da cozinha deles.

Para quem for ficar em casa, escolhi uma receita de salada da Flávia Pantoja, que  é realmente uma delícia para balancear a comilança. Fica a dica: Salada de repolhos, ervas e amendoins e você pode preparar para acompanhar uma carne assada, frango, churrasco… A outra receita é bem exótica e vem do site super ‘gostoso e saudável, da Vânia: Lasanha de banana! Essa eu ainda não fiz, mas sou suspeita, pois acho tudo com banana e salgado delicioso. Achei esta mistura inusitada e a cara de um almoço com a família no feriado! Nhami, Nhami!

Bom feriado!

 

Publicado em Campinas | Marcado com , , , , , , , , | 1 Comentário

Espaguete com shimeji e manteiga de trufas brancas

Ganhei do meu cunhado a manteiga de trufas brancas (Giuliano Tartufi – foto) e estava há tempos ensaiando para utilizá-la. Eu costumo guardar ‘para sempre’ e nunca usar coisas que gosto muito, como faz? Na verdade, fico esperando ficar tudo ‘perfeito’ para poder fazer a receita: o vinho certo para acompanhar, a temperatura lá fora, meu humor, a música, tudo! Nessas horas acredito até em astrologia e acho que é coisa do meu signo – virginiana, claro.

Desta vez tentei fazer tudo diferente e resolvi preparar o espaguete em plena segunda-feira pós-treino. Procurei na internet alguma receitinha que combinasse meus ingredientes, mas não encontrei e fui por mim. Utilizei meio pacote de espaguete italiano Barilla, 200g de shimeji branco, 1 colher de manteiga sem sal, 1 colher de manteiga trufada, sal, pimenta do reino e queijo parmesão à gosto. 

 

Para preparar não tem segredo: cozinhei a massa conforme as instruções da embalagem, e quando restavam 5 minutinhos para ficar pronta, comecei a preparar o molho: primeiro coloquei 1 colher (sopa) de manteiga de boa qualidade numa panela antiaderente, e o shimeji limpo, deixei o shimeji dar uma refogada, temperei com um pouco de sal e pimenta do reino. Quando estava macio (não é mole, é macio), coloquei meia colher de sopa (generosa) da manteiga trufada. Com a massa pronta e escorrida, juntei ao molho, corrigi sal e pimenta, desliguei o fogo e acrescentei o restante da manteiga trufada. Mexi delicadamente e deixei a panela tampada por 5 minutinhos antes de servir com queijo parmesão ralado grosso e um nada de salsinha, o que ficou ótimo!  A massa ficou exatamente como achei que fosse ficar: leve, super saborosa e perfumada! Eu e meu marido comentamos que o sabor de trufa é instigante, pois é diferente de tudo e parece que te deixa meio viciado e querendo mais. Sugiro também que utilizem mais cogumelos de outros tipos e, se quiserem mais cremoso, acrescente creme de leite fresco. Não acrescentei pois era demais para uma segunda-feira. Obrigada, Bim! Adoramos! 😉

Publicado em Comfort food, receita | Marcado com , , , , | 2 Comentários

Berinjela com ricota temperada e tomate especial

Que calor é esse?! Só consigo pensar em receitas leves (ainda bem!). E estava com saudade de ter tempo para postar. Não tenho comido nem feito coisas muito diferentes, pois o tempo anda curto para cozinhar. Mas hoje fiz esta receita simples e saudável, tratei de fotografar para poder compartilhar com vocês.

Os ingredientes para duas pessoas foram: 1 berinjela média cortada em rodelas não muito finas, 1 tomate picado em cubos, 1 dente de alho, 2 colheres de sopa de manjericão picadinho, 1 colher de sopa de azeite, 1 colher de chá de uva passa picada – a mesma quantidade para amendoim ou amêndoas ou nozes (fiz com amendoim e amêndoas  que era o que tinha aqui), sal e pimenta do reino a gosto, 1 xícara de chá de ricota, 1/2 xícara de chá de molho de tomate pronto. Usei o Red onion & rosemary – Pasta sauce, do Jamie Oliver – que minha sogra comprou para mim no Sam’s Club e eu gostei bastante (foto).

Ok, a primeira coisa a ser feita é cortar a berinjela em rodelas e colocá-las em uma frigideira antiaderente untada com um pouquinho de azeite para dar uma grelhadinha dos dois lados. Retire-as daí e parta para a tarefa de cortar o tomate, picar o alho, manjericão, misturá-los e  temperá-los com um pouco de azeite, sal, pimenta do reino (aproveitei que tinha azeitonas em casa e também piquei algumas). Agora a ricota: ameasse com um garfo e junte a uva passa e as castanhas, misture. Tempere com sal e pimenta do reino. Se quiser, coloque uma colher de sopa de creme de ricota para dar mais cremosidade. Então, a montar: em um refratário que possa ir ao forno, coloque o molho de tomate já pronto, depois as berinjelas em rodelas e um pouquinho de nada de molho por cima de cada uma delas. Coloque a ricota temperada por cima de cada uma (seja generosa) e depois o tomate. Se quiser, salpique com parmesão ralado. Regue com azeite e leve ao forno médio por 15 minutinhos.  Aí é só servir com arroz ou uma salada. 

Publicado em Comfort food, receita, receita caseira | Marcado com , , , , , , | 2 Comentários

Moqueca express

  

Gente, essa receita é super coringa! Vale a pena ter em mente e usar no preparo de peixes, filés e postas. Em 20 minutinhos está pronta e muito saborosa! Você pode usar qualquer peixe (em filé ou posta) na mesma base. Nesta receita utilizei 500g de filé de merluza e aproveitei uns camarões miúdos que tinha no congelador.

Para a base nessa quantidade de peixe: 2 batatas médias cortadas em rodelas finas, 1 cebola média em rodelas, 2 tomates grandes também em rodelas (desta vez utilizei – e adorei! –  tomates pelados de latinha, pois não encontrei tomates bonitos no supermercado), 4 colheres de sopa de azeite, 1 limão pequeno, 3 dentes de alho, 1 folha de louro, quanto baste de sal, pimenta do reino, dendê e salsinha ou coentro. Se quiser, adicione azeitonas pretas ou verdes (melhor as pretas, mas eu só tinha verde desta vez).

Antes de tudo: tempere o peixe com o limão, o alho espremido, sal e pimenta do reino. Deixe descansando na geladeira enquanto corta os outros ingredientes. Feito isso, coloque uma colher de azeite no fundo de uma panela antiaderente ou uma travessa e comece a fazer as camadas, temperando todas as camadas com um pouco de sal, pimenta do reino e azeite: primeiro a de tomate, depois uma de batata, agora é a vez do peixe (aproveite e coloque umas folhinhas – coentro ou salsinha -, bastante azeite e não esqueça o alho que estava no tempero!), depois mais uma de batata, outra de tomate e por último a de cebola (sempre temperando!). Tampe a panela e deixe cozinhar por 20 minutos em fogo médio quase baixo. Depois desse tempo, deixe descansar por 5 minutinhos e sirva acompanhada de salada ou de arroz, integral ou branco.

Boa quarta-feira!

Publicado em receita | Marcado com , , , , , | 2 Comentários

Crumble de maçã e banana com iogurte grego

Aproveitando a baixa nas temperaturas, fiz esta receita e trago para vocês. Ela é uma delícia para comer antes de um treino (eu sei, açúcar não é do bem), numa sobremesa ou em um dia de chuva e frio, como foi o caso. A primeira vez que vi alguém fazendo foi no programa da Nigella. Ela fez com frutas vermelhas e eu fiquei só imaginando que a casquinha que formava por cima era a coisa mais delícia do mundo. Para quem não conhece, assim como eu não conhecia, o crumble é um doce típico inglês. E posso falar? É fácil de fazer, saudável e muito gostoso!

Todas as vezes que fiz utilizei maçã ou banana picadinhas, mas você pode fazer com frutas vermelhas, e qualquer outra fruta que possa ser assada. Imagino que com pera deva ficar bom… Sempre faço uma porção mini, para até 4 pessoas. Então é só adaptar caso precise fazer para mais. Esta receita é ‘inspired’, então a minha é essa. Para uma receita utilizo 3 frutas – seja banana, seja maçã, seja meio a meio – picadinhas em pedaços pequenos; uma ‘mão’ de uva passa escura (opcional); uma ‘mão’ de amêndoas em lascas ou picadas; 1/2 xícara de farinha de trigo; 3 colheres de sopa de açúcar (cristal, demeara  ou mascavo); 1 colher de sopa rasa de manteiga geladinha; 2 colheres de sopa de aveia em flocos (na receita da foto esqueci!); 1 colher de chá de canela (opcional).

Unte uma forma pequena que possa ir ao forno com manteiga e coloque as frutas picadinhas, as amêndoas e a uva passa. Misture. Pode aproveitar e polvilhar um pouco de canela e açúcar, se quiser.  Com os outros ingredientes faça uma farofinha. Misture todos com a ponta dos dedos mesmo, especialmente por causa da manteiga. Coloque  a mistura  por cima das frutas e leve ao forno pré-aquecido à 220 graus para dourar. Uns 15 minutinhos são suficientes. Sirva quente com sorvete de creme, creme azedo (neste caso, misture a uma caixinha de creme de leite, 1/2 limão) ou iogurte grego (uma delícia, já provaram?) – que foi o que usei da última vez. Dá para comer geladinho depois também que continua bom. Aproveitem e bom final de semana!

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , , | 2 Comentários

Tábua de Marés – Barão Geraldo – Campinas, SP

Finalmente consegui acessar o blog. Estava tendo problemas para isso, mas agora está tudo bem. Aproveito que ontem tive uma tarde super gostosa na companhia do marido e dos amigos e afilhados Dani e Aluísio, para falar do restaurante Tábua de Marés, que fica lá em Barão Geraldo. Olhem as delícias que provamos no almoço:

Bobó de camarão

Caçarola de Frutos do mar

Eu e o marido escolhemos o bobó de camarão que estava uma delícia, super leve, muito caprichado e uma fartura! O prato é para dois, mas comem três famintos, com certeza! Nossos amigos optaram pela Caçarola de frutos do mar, que é um arroz branco puxado na manteiga, com camarão rosa, abadejo, lula, marisco, polvo, leite de coco, catupiry, açafrão, páprica e salsa. Eu dei uma experimentada no prato deles e achei gostoso, mas era bem forte. Quanto ao restaurante, o atendimento é ótimo, tem opções variadas. Apesar de se concentrar em frutos do mar, você tem a opção de comida japonesa e também pratos mais tradicionais. O preço é camarada e as porções generosas. Além de tudo, é a cara do ‘verão’ fora de época que está rolando aqui em Campinas.

Além de uma tarde super agradável, ainda aproveitamos para usar o nosso Passaporte Vip. Como o prato era para duas pessoas, pagamos 50% dele. Ou seja, esse bobó delicioso saiu por 34,95! Super recomendo! Foi a segunda vez que usei meu passaporte e sempre muito bem atendida e sem nenhum problema. Se quiserem também um desconto deste, aproveitem para participar do próximo sorteio do blog! Esta semana vou abrir as inscrições  .

Boa semana!

 

Publicado em Campinas | Marcado com , , , | 2 Comentários